home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
APDPk | Associados
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Espaço Aberto » Como descobri a doença?
 
Era um dia igual a tantos outros....
(.../...
- Já viste como tens a mão?
 
Anui que sim, sem no entanto dizer palavra! Há algum tempo que me vinha apercebendo que a mão esquerda e o braço tinham perdido muita da sua mobilidade! Só mais tarde quando me apercebi que a minha perna esquerda “respondia” mais lentamente, preguiçosa, o que fazia com o pé roçasse no chão, comecei a ficar preocupado! Havia alguma coisa errada com o meu corpo!
Decidi então consultar a minha médica de família no Centro de Saúde local, tendo esta me direccionado para o Hospital de Vila da Feira.
Munido da credencial, desloquei-me a este hospital onde um médico de nacionalidade espanhola me recebeu e foi peremptório no diagnóstico e disse-me sem ter feito qualquer exame:
 
- O senhor tem a doença de Parkinson!
 
Fiquei paralisado! Sem saber o que dizer… o que pensar! Pensei o que iria ser de mim… será que pensei? O que vou fazer de hoje em diante? O que será de mim e daqueles que vivem comigo?
 
Passada aquela fase, tive que habituar à ideia, fui-me habituando à ideia… que o Mundo não acaba! Tenho que enfrentar a doença com coragem e com todas as minhas forças!
 
Deixo um conselho a todos aqueles que agora começam a enfrentar esta doença, façam o mesmo, porque se pararem será bem pior!
 
Muita coragem e …força!
 
Um conselho Amigo do
 
 

António Meda

   Doente de Parkinson

 

(texto enviado por e-mail)
13.01.08
 
Revisto e actrualizado em 2016 por:A. Carlos Jordão
 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados