home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
APDPk | Associados
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Viver com Parkinson » Dicas e Truques
 
Dicas úteis



  1. Quando for a um restaurante, evite ficar sentado em bancos corridos junto à parede. Normalmente, é mais fácil levantar-se duma cadeira do que dum banco. Se for preciso, peça uma cadeira.
  2. Quando for a um espectáculo, compre bilhetes junto à coxia. Isto facilita ao doente de Parkinson levantar-se para se esticar ou dar uns passos para descontrair os músculos sem incomodar as outras pessoas.
  3. As cadeiras de braços são preferíveis a outros tipos. Evitar cadeiras com pernas saídas, que atrapalham ao sentar e levantar. Assentos sem costas são cansativos e dão pouco suporte ao doente. Levantar as pernas traseiras duma cadeira ou banco em cerca de 5-6 cm por meio de calços de madeira pode facilitar a acção de levantar.
  4. Mantenham os pisos livres de obstáculos. Evitar pequenos tapetes que podem originar escorregadelas e quedas. Se o doente tem dificuldades de coordenação, evite mobília frágil e com vidros. São perigosos se o doente se desequilibra e cai.
  5. Uma cadeira reclinável é excelente para relaxar músculos tensos. Verifique se é confortável, tanto com as costas na vertical como reclinadas, e se o mecanismo de controlo pode ser facilmente manipulado pelo doente.
  6. Não guarde medicamentos velhos por vários sítios, na casa. Alguns podem ser tóxicos ou estar fora de prazo. Marque claramente os rótulos para evitar erros na medicação. Se tiver dificuldade em engolir um comprimido, esmague-o e misture-o com uma colher de compota. Assim é fácil de engolir.
  7. Não vá às compras em horas de muito movimento. Planeie as suas idas às compras nas horas boas para o doente, quando se sente ágil. Telefone antes para saber se a loja tem o que vai procurar.
  8. Use lâmpadas de dormitório no quarto de cama, na casa de banho, na cozinha e no hall ou corredor. Isto evitará que o doente tropece em coisas, especialmente quando se levanta estremunhado ou com falta de sono.
  9. Quando comprar um carro, escolha um que tenha pegas interiores no tejadilho junto de todas as portas. São indispensáveis para o doente sair do carro ou ajeitar o corpo quando sentado e sentir-se mais confortável. De qualquer modo, estas pegas podem sempre ser mandadas instalar.
  10. Um atendedor de chamadas com voz alta é de grande ajuda, se o doente é lento a atender o telefone. Muitas vezes leva-se mais tempo a fazê-lo se está sob a pressão de atender logo. Com o atendedor, pode receber e responder às chamadas quando lhe for mais conveniente.
  11. Use fatos de treino para facilitar a operação de vestir. São confortáveis, quentes e menos frustrantes do que ter que manusear botões e fechos de correr quando se está com dificuldades de coordenação.
  12. Para fazer a barba usem máquinas eléctricas. Evitam-se os cortes das lâminas afiadas.
  13. Recomenda-se o uso de escovas de dentes eléctricas. Limpam eficientemente e exigem um movimento mínimo da mão. O cabo é maior do que o duma escova vulgar e mais fácil de segurar.
  14. Traga consigo uma garrafa de água ou sumo para tomar medicamentos quando estiver fora de casa. Também existem os pequenos pacotes de sumo com palhinha incluída, que são óptimos para as viagens.
  15. Use copos de papel ou plástico, o que evita os problemas de vidros partidos quando caem.
  16. Existem empresas especializadas em artigos e vestuário para o seu caso. Peça catálogos.
  17. Nas noites frias, durma de meias.
  18. Tenha livros, revistas e puzzles perto da sua cadeira favorita para que, numa noite de insónia, possa ter à mão qualquer coisa que lhe distraia a mente do seu desconforto.
  19. Beba os líquidos por palhinhas, o que fortalecerá os seus músculos faciais.
  20. Evite sapatos de sola de borracha ou crepe.  Agarram-se ao chão e podem causar quedas.
  21. Nunca empurre um doente de Parkinson. Coloque-se ao seu lado e ofereça ajuda. Havia alturas em que Bob (marido da autora) “precisava de arranque”. Eu então colocava-me na sua frente, ele punha as mãos nos meus ombros e avançava à medida que eu recuava lentamente. Então, eu retirava-me e ele sentia-se capaz de continuar a andar.
  22. Quando escrever, use uma mola para prender o papel.
  23. Traga sempre consigo uma peça identificadora que possibilite às outras pessoas saberem que tem DP.
  24. Eis um aviso da Newsletter, do Outono de 1989, da St.Louis MO Parkinson: “Muitas pessoas usam sacos de plástico nos assentos dos carros para entrar e virarem-se mais facilmente.  Estes sacos podem ser de grande perigo se o carro parar de repente. O passageiro, mesmo com o cinto de segurança, pode escorregar para a frente e ferir-se. Compre uma almofada giratória num estabelecimento de artigos médicos. A parte superior desta almofada roda o seu corpo para a posição desejada sem que a parte inferior da mesma saia do lugar.”

 


(Mesmo que alguns destes conselhos, provindo duma civilização algo diferente da nossa, possam ser difíceis de aplicar, no seu conjunto fornecem uma série de ideias muito úteis, capazes de facilitar a vida em pequenas coisas que, por vezes, levantam problemas estúpidos e que podem ser de fácil solução.)


 (In “Coragem Oculta” de Lucille Carlton)


 


 

 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados