home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
APDPk | Associados
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Viver com Parkinson » Dicas e Truques
 
Dicas e Sugestões Úteis para Cuidadores
Arranjar tempo para si não é egoísmo e pode aumentar a capacidade para cuidar do paciente a seu cargo.

Dê a conhecer as suas necessidades e organize tempo para fazer as coisas que são importantes para a sua personalidade. Continue a cultivar relações e actividades que lhe são caras. Encoraje e ajude o paciente a ser tão independente quanto possível e a tomar uma parte activa no seu próprio tratamento.


Os cuidadores fazem um trabalho tremendo ao tomar conta dos seus pacientes. Reconheça o mérito do seu esforço e interiorize o valor da sua ajuda. Ser cuidador é uma tarefa interminável e a perfeição é uma meta inalcançável. Não permita que sentimentos naturais de culpa e irritação o impeçam de ver o valor do seu cuidado quotidiano.


Os cuidadores podem reforçar a habilidade de gerir os seus esforços e o stress comunicando os seus sentimentos e necessidades, definindo limites e tomando as decisões que permitam tratarem de si próprios. Procure identificar uma ou duas pessoas com quem se possa abrir francamente acerca das suas necessidades e sentimentos. A ajuda de profissionais pode também ser-lhes benéfica quando estão a tentar não perder o sentido do respeito próprio no seu papel de cuidadores. É indispensável estabelecer limites e níveis de expectativa junto do paciente, doutros familiares e de amigos. O exercício físico, actividades criativas, culto do bom humor e eventos sociais e familiares podem ser estratégias eficazes para dominar o stress do cuidador.

Os cuidadores que partilham recursos e experiências pessoais revelam ter menos stress e menos problemas. Tente estabelecer redes e sistemas de apoio com outros cuidadores a fim de partilhar soluções para problemas comuns e para conversar com pessoas que podem facilmente compreender aquilo por que está passando.

A depressão pode abater-se sobre qualquer um e os cuidadores são especialmente vulneráveis – é a afecção mais comum nos cuidadores familiares. Esteja atento aos primeiros sinais de depressão e consulte o seu médico se achar que está a ficar deprimido. Não é obrigatório viver-se em depressão.


Faça uso de todos os programas existentes de apoio oficial a cuidadores. Há instituições que concedem apoio financeiro sob a forma de vales e de dinheiro para serviços e equipamento. Muitas são sem fins lucrativos e proporcionam serviços em moratória.

 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados