home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
APDPk | Associados
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Noticias Médicas » Arquivo
 
Importante avanço no estudo e tratamento de doenças neurodegenerativas

(.../...)
considerado um importante avanço no estudo e tratamento de doenças neurodegenerativas, como as de Parkinson e Alzheimer. O novo método vem descrito na última edição do órgão da Federação das Sociedades Americanas de Biologia Experimental, o FASEB Journal. As doenças neurodegenerativas resultam de interacções e depósitos aberrantes destas proteínas. A nova técnica, denominada "Fluorescence Lifetime Imaging Microscopy" (FLIM), destina-se "a medir o tempo de vida dos fluoróforos por microscopia", e foi desenvolvida por uma equipa formada por cientistas do Massachusetts General Hospital, EUA, e da Universidade de Rogensburg, Alemanha. "A técnica utilizada permitiu a identificação de como uma proteína designada Hsp70, da família das chaperones moleculares, pode interferir neste processo, por alterar os tipos de interacções verificados", explicou o investigador à Lusa. O trabalho de Tiago Outeiro, que é doutorado pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) tem sido centrado no estudo dos mecanismos moleculares que levam ao aparecimento de doenças, como as de Alzheimer e Parkinson. O investigador participou na criação de uma empresa de biotecnologia nos EUA e fundou recentemente em Portugal uma empresa dessa área, situada no Taguspark (Oeiras).

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional

           MNI-Médicos Na Internet

 
 
Casos de Parkinson vão duplicar até 2030
2006-10-10
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados