home A Doença de Parkinson A Associação A Túlipa Links
 
As Publicações APDPk
Ajude a APDPk
Delegações
Espaço Aberto
Glossário de Termos
Legislação
Notícias
Noticias Médicas
Protocolos
Serviços de Saúde Especializados
Videos Parkinson
Viver com Parkinson
Declaração de Privacidade On-line
Direção Documentos
Conselho Científico
Infarmed
 
Newsletter
insira o seu email, para receber a nossa newsletter periódica.
 
 
 
 
 
 
 
Associa Pro
 
Utilizador
Palavra-chave
 

 

   
Home » Viver com Parkinson » Impotência Sexual
 
Impotência Sexual na Doença de Parkinson

A impotência sexual masculina é desvalorizada na Doença de Parkinson (DP).

Os doentes, conjugues e médicos, raramente discutem este problema com sinceridade.

Muitos homens com DP têm dificuldade em conseguir e manter uma erecção.

Há muitas outras causas possíveis para a impotência nos homens com mais de 60 anos de idade, como por exemplo a insuficiência vascular, a próstata, a depressão e as condições hormonais, tais como a diabetes e a tiróide.

Além disso muitos medicamentos afectam negativamente a função eréctil, como os anti-histamínicos, barbitúricos, sedativos, tranquilizantes, alguns anti-depressivos e medicamentos para a tensão arterial.

O uso excessivo de álcool e do tabaco, podem igualmente ter influência na impotência sexual.

Os medicamentos anticolinérgicos tais como o ARTANE e CONGENTIN podem causar impotência, enquanto outros medicamentos anti-parkinsónicos, só raramente se relacionam com este problema.

O paciente e o médico devem em conjunto explorar qualquer possível relação entre a impotência e o medicamento que se encontra a tomar.

  • A impotência começou depois da introdução do novo medicamento?
  • Se não tomar o medicamento, resolve o problema?

Lembre-se que a interrupção de medicamentos que toma por receita médica' só deverá ser feita por ordem do seu médico e sob supervisão do mesmo.

A DP em si pode causar disfunção sexual, normalmente uma incapacidade para manter uma erecção suficiente para uma relação sexual satisfatória. Está provavelmente relacionado com o sistema nervoso autónomo, essa parte do cérebro que regula e controla o coração, os pulmões, as artérias, as veias, os intestinos, a bexiga e os órgãos sexuais.

Os medicamentos utilizados para tratar os sintomas primários da DP, geralmente não melhoram a função da impotência sexual relacionada com o Parkinson. Antes de iniciar um tratamento para a impotência, deve preparar una história clínica completa y realizar um exame físico.

EXEMPLOS DE MEDICAMENTOS
UTILIZADOS PARA TRATAR DA IMPOTÊNCIA MASCULINA

sildenafil (Viagra®)

• agonistas dopaminérgicos (exemplo: Parlodel®)

• Papaverina HCl (ampôlas de Papaverina® para injecção)

• fentolamina (ampôlas de Regitine® para injecção)

• alprostadil (Caverject®)

• yohimbina (Yocon®)

 

 
 
   
 
 
2012 © APDPk - Todos os direitos reservados